terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Chove Chuva, Chove Sem Parar!

Que saudades do tempo em que chuva significava benção, boa colheita, verduras fresquinhas, arco-íris, sorte no casamento e brincadeiras nas poças d'agua! Tempo onde os apaixonados cantavam na chuva felizes da vida, onde a gente saía do colégio debaixo de um temporal só para fazer graça, levar uma bronca e tomar um banho quente pra "tirar a friagem do corpo"! Ninguém pensava em enchentes, correnteza, desabamentos, desgraças. Não havia cenas deprimentes em todos os telejornais e muito menos helicópteos sobrevoando a terra que virou rio. Não havia medo. Havia encantamento. Havia poesia.
Hoje a chuva que era benção, virou maldição. Basta escurecer o céu ou dar uma trovoada pra começar a preocupação com o carro, com a volta para casa, com as estradas, com a familia.. E apaixonados na chuva, só mesmo alugando Singing in the Rain.
Roubaram a poesia da chuva, roubaram a música da chuva, roubaram aquela sensação gostosa de ir dormir ouvindo os pingos batucando no telhado. E chuva no dia do casamento provavalmente significa que ninguém vai conseguir chegarà cerimônia porque os convidados ficaram presos nas enchentes...
Você que roubou a poesia da chuva, dava pra devolver?

12 comentários:

Snake Eye's [Hybrida] disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Snake Eye's [Hybrida] disse...

A natureza não se defende, ela se vinga.
Somos os filhos pródigos e começamos a penar pelo mal que fizemos ao nosso pai, ou melhor, mãe.
Quem sabe não retornemos agora ao seio da família, pedindo perdão por nossos erros e recebendo um banquete de boas vindas?
Fim dos tempos, não é? A novidade nisso que é o primeiro final de tempos promovido pelo homem, rs.
Bjão! Saudade de tu lá na comuna ;)

Leninha disse...

O que você escreveu é a pura verdade, chuva hoje em dia é sinônimo de desastre, infelizmente!
Saudade de dormir com chuva no telhado,, de brincar na rua...
Bons tempos!
beijo amiga!

suelen disse...

Me desculpe por estar incomodando,rs
maais eu queria saber,de onde vc tirou as fotos dos persongens do livro CV,
eles existem,ou era so pra gente ter uma noção de como eles eram no livro ??!,tô tão curiosa *--*

brigadão :D
adoreei o livro 1 milhão de vezes adorei (:

Laura Elias disse...

Snake,

Não acho que a Natureza se vingue de nada, a Natureza é a Natureza. Tem balanço próprio. Bagunçamos os clicos, ela se desequilibrou. Nós também somos a Natureza, mas a prepotência é tanta que achamos que não, que ela nos serve. Enquanto o ser humano não baixar a crista e criar juízo, a situação não melhora.
Como dizia uma amiga minha de Goiás que faz anos que não vejo, a humanidade às vezes dá uma preguiça na gente...
Beijos! Saudades tb.

Laura Elias disse...

Leninha: Beijo pra vc tb, adorei o selinho, obrigada!

Laura Elias disse...

Suelen:

Tudo bem?
As imagens do Simon e do Bill foram desenvolvidas pela editora. A Megan é uma menina linda chamada Bianca que cedeu a foto dela. Alice e Sarah encontramos em um banco de imagem. foram escolhidas porque são muito parecidas com aquilo que imaginei.
Achei legal colocar as imagens, isso ajuda a criar o universo do livro, deixa tudo mais pessoal e qdo livro vira pessoal é muito mais gostoso, né?
Beijos, comente sempre!

Ana disse...

Concordo com você Laura, quando diz que a natureza não se vinga, ela apenas nos devolve o que fazemos pra ela. Se cuidarmos, ela nos dará sempre esse céu lindo, flores exuberantes, etc., mas se a maltratarmos só podemos esperar mais destruição. Se prestarmos atenção a NATUREZA têm um equilibrio fantástico, onde tudo se encaixa. Só que o ser humano com sua sede de dinheiro e poder, está acabando com essa maravilha. Quanto a imagem dos personagens de CV. tb. concordo com vc. quando vira mais pessoal fica muito melhor. Dá mais realidade ao livro.Bjs.Ana

Laura Elias disse...

Oi, Ana,

Nós, humanos, temos a mania de antromorfizar tudo e acabamos transferindo características nossas ao que nos cerca. Assim o leão que mata a zebra é cruel, o gato que caça o passarinho leva bronca porque tem comida em casa e por aí vai...
Então, essa ideía de dar vida aos personagens de uma forma mais concreta é algo que namoro faz tempo, só não sabia como fazer. Aconteceu neste livro e ficou bacana, né?

Beijos e obrigada pela visita e comentários, volte sempre!

Vanessa Moiseieff disse...

Amei esse texto, é uma poesia! Realmente, bom para refletir e, muito bom, para lembrar!

Caçadora de Livros disse...

Estamos conectadas no pensamento, kkkkkkkkk

Aqui tá uma chuvinha boa =D
Ótima para aquele cochilo básico =D
Bjs flor ^^

Laura Elias disse...

Vc viu só? Aqui não chove, mas faz frio.
Bjo!