quinta-feira, 28 de outubro de 2010

MANIFESTO SILVESTRE - EU APÓIO ESTE IDÉIA!

“Manifesto Silvestre” em defesa da narrativa, do entretenimento e da popularização da literatura


Nós, autodenominados “grupo silvestre”, signatários deste manifesto, apresentamos algumas propostas para a literatura brasileira contemporânea.

1. Em literatura, entretenimento não é passatempo. É sedução pela palavra.
2. Tudo é linguagem, mas a narrativa é a base da literatura. Uma história bem contada é o objetivo que perseguimos.
3. A ficção brasileira precisa ser acessível a uma parcela maior da população. O que não significa produzir narrativas pobres ou mal elaboradas. Rejeitamos o rótulo de superficialidade. Escrever fácil é muito difícil.
4. Respeitamos os jogos de linguagem, experimentalismos e academicismos, mesmo não sendo este o nosso caminho.
5. Estamos preocupados com a formação de leitores assíduos e frequentes para a ficção brasileira.
6. A literatura não pode se limitar a uma elite que dita regras e que determina o que deve ser lido e respeitado.
7. O autor pode e deve se esforçar pela disseminação de sua obra, o que significa se envolver com a distribuição, o marketing e demais processos da produção.
8. Gostamos de enredos ágeis e cativantes. E valorizamos títulos que chamem a atenção do leitor e despertem a vontade de chegar até o livro.
9. Não colocamos o desejo soberano de ser lido como única origem do processo criativo. Mas queremos espaço para aqueles que têm tal desejo.
10. Almejamos que a crítica dê espaço para todas as correntes da ficção nacional, não limitando os juízos de valor sobre a literatura a conceitos pré-determinados.

Ana Cristina Rodrigues
André Vianco
Barbara Cassará
Delfin
Eduardo Spohr
Estevão Ribeiro
Felipe Pena
Halime Musser Prado Henrique
Helena Gomes
Janda Montenegro
Laura Elias
Leonel Caldela
Luis Eduardo Matta
Luiz Antônio Aguiar
Martha Argel
Moisés Liporage
Pedro Drummond
Raphael Draccon
Sérgio Pereira Couto
Tomaz Adour
Vera Carvalho Assumpção

Se você também concorda com os tópicos do Manifesto, espalhe a idéia por aí! Vamos fazer a Literatura Brasileira acontecer de verdade!
Basta de periferia aos autores nacionais.

Beijos!!!

Um comentário:

janda disse...

eu apóio essa ideia! assino embaixo! e vamos ler os autores nacionais!!